Como detectar, prevenir e tratar assaduras no bebê

Como detectar, prevenir e tratar assaduras no bebê

Você percebe que seu bebê está com algo desconfortável. Você vai mudar a fralda e descobre que a pele do seu bebê está vermelha. Relaxe, não se assuste. É provavelmente uma assadura, uma irritação de pele comum em crianças de até 15 meses. A Associação de Pediatria estima que entre 7% e 35% das crianças já sofreram desta doença.

Esta assadura, que afeta a área coberta pela fralda, geralmente é causada pela irritação da pele por contato prolongado com urina e fezes. Na verdade, sua incidência é quatro vezes maior entre as crianças com diarreia. Esta erupção pode também causar a umidade excessiva, o aumento do pH da pele, esfregando a fralda ou que é muito apertado. Damos-lhe as chaves para detectar, prevenir e tratar este tipo de assadura.

Suspeita de uma vermelhidão brilhante

Assaduras geralmente começa com um surto de pele vermelha brilhante. E se não for tratada, pode levar a uma infecção bacteriana e descascar as bolhas na pele ou úlceras dependendo do grau de infecção e as bactérias que causam a infecção (geralmente Candida albicans). Ela pode aparecer nos genitais, nádegas e coxas. E provável o seu bebê ficará mais irritado e irá reclamar ou chorar quando você estiver mudando a fralda. Esta condição da pele não se estende ao corpo ou provoca febre.

A melhor prevenção: limpar e proteger

Para a prevenção da assadura é muito importante limpar e alterar a fralda do bebê corretamente. Além disso, passar uma pomada contra assadura, que atua como uma chave para a prevenção de criar uma película que não permite que alguma sujeira atinja o fundo do bebé. Este produto forma uma barreira protetora contra a umidade e atrito com a fralda, permitindo a transpiração explica especialistas. Para fazer isso, ela deve ser aplicada em cada troca de fralda, depois de lavar a área com água morna e sabão neutro e seco, sem esfregar.

Como detectar, prevenir e tratar assaduras no bebê

O óxido de zinco para aliviar e tratar

Seus pequenos nunca tinha ficados tão irritados como agora, mas não entre em pânico, não é nada perigoso. No geral, assaduras curam em casa. O óxido de zinco é um excelente protetor, adstringente fraco e algumas propriedades anti-sépticas. Para aliviar e tratar os produtos à base de óxido de zinco ou vaselina ajuda a manter a umidade longe da pele do bebê. Eles se aplicam em cada troca de fraldas, ou um creme ou pomadas. Tais produtos são também utilizados para prevenir a assadura, porque elas formam uma barreira protetora entre a pele e tecido. Após a aplicação e seus cuidados, o bebê vai ficar muito melhor em dois ou três dias. Se após este procedimento bebê não melhorou ou está piorando, talvez ele tenha sido infectado e o médico irá prescrever um creme e/ou antibiótico.

Nada de toalhas ou …

Quando seu bebê sente desconforto na hora de trocar as fraldas, esquecer a conveniente fralda para limpas e qualquer coisa que contenha álcool ou perfume, pois eles podem irritar ainda mais a pele. Previne isolando o vácuo no ar. Pó de talco são aconselhados contra erosões da pele, porque eles podem causar granulomas de corpo estranho explica a Sociedade de Pediatria. Não se aplicam pomadas com antibióticos, antifúngicos ou corticosteroide se recomendado pelo pediatra.

Assadura é o problema mais comum da pele em bebês e crianças pequenas, mas também afeta adultos que usam fraldas. O tratamento é o mesmo. Diga-nos, o que você faz para acalmar seu filho quando a pele dele está irritada?

Data: 30-06-15
Categoria: Saúde do bebê