Quando é prejudicial o uso de chupeta?

Quando é prejudicial o uso de chupeta?

Companheiro inseparável para muitos bebês, parece impensável que a chupeta pode ter um efeito prejudicial. Acalmar um bebê chorando, ela ajuda a dormir e pode reduzir o estresse e dor em procedimentos desagradáveis de maneira similar como faz o peito materno. Além disso, foi recentemente relacionada com a utilização durante o sono com uma diminuição do risco de morte súbita do lactente.

Mas os pais também têm de saber que este objeto “mágico” pode ser mal utilizado. Quando é prejudicial o uso da chupeta? Quando você deve considerar que o bebê não deve mais usar ou parar? Estamos fazendo algo errado, oferecendo uma chupeta? Vamos resolver estas questões com pontos específicos que teriam de saber para evitar os riscos.

Quando oferecido antes de um mês de idade a chupeta pode interferir com a amamentação. Portanto, não use a chupeta nos primeiros dias de vida do bebê favorece a instauração da amamentação adequada. A Associação de Pediatria é clara:

– Em bebês que estão sendo amamentados é melhor evitar a chupeta durante os primeiros dias de vida e não desencorajá-los quando a amamentação é bem estabelecida, geralmente a partir de um mês de idade, é bom começar pois começa o risco de síndrome da morte súbita do lactente.

Quando é prejudicial o uso de chupeta?

Quando a chupeta é juntada com substâncias doces como mel aumenta o risco de cáries. Muitas cáries de mamadeira vem do mau uso da chupeta, se embebidos em líquidos doces para acalmar o bebê ou a criança antes de dormir … O alto teor de carboidratos de produtos açucarados pode causar danos aos dentes e em definitiva para o uso de chupeta infantil para alongar. Lembre-se que você também pode transmitir cavidades a chupeta do bebê por sugar querendo “limpar” antes de dar ao bebê.

Quando ela é utilizada para além dos 12 meses de idade, porque aumenta o risco de problemas dentários e risco de acidentes ou desenvolvimento da linguagem. Embora os efeitos nocivos que tem sobre o alinhamento correto dos dentes pode ser passageiros se o “Pupo” é deixada no tempo, de acordo com alguns estudos. De acordo com a Sociedade Espanhola de Odontopediatria, a sucção não nutritiva pode causar os dentes frontais inferiores serem desviados gradulamente para dentro, enquanto aqueles que estão no maxilar superior, tendem a separar e se destacam (dentes salientes). Com o tempo, os dentes colidem e ambos fileiras de dentes não se fecham adequadamente, que é conhecida como mordida aberta. Além disso, a acção de sucção se transforma em uma série de musculatura da face, juntamente com a posição da língua, faz com que finalmente as linhas superior e inferior perdem o seu paralelismo. Por pediatras aconselham a limitar o uso de chupeta até que a vida (embora neste abandono SEOP adiada até dois ou três anos). De acordo com a EPA:

– Para evitar outros efeitos adversos do uso da chupeta é recomendado em todas as crianças, limitar o seu uso até o primeiro ano de vida, o que inclui a idade de risco máximo de SIDS e aqueles em que a criança tem mais necessidade de sugar.

Chupetas não aprovadas, desgastadas ou correntes perigosas. Tanto a chupeta e a corrente de acompanhamento devem estar livres de bicos ou bordas cortantes e você não pode fazer as peças removíveis, ou carregar etiquetas ou rótulos, ou estar prestes a quebrar o bico … Eles têm de seguir os regulamentos para prevenir acidentes, sufocação … e como a deterioração necessidade de ser mudado.

Em suma, o uso de chupeta é prejudicial em alguns casos raros que consideramos. A chave é controlar o tempo, reduzir gradualmente a sua utilização e se preparar para uma despedida difícil, às vezes precisa de um pouco “ritual” de despedida. Para os seus filhos, continuam a ser um companheiro constante?

Data: 22-06-15